6 de março de 2009

Diário da Fonte
AS MELHORES FRASES DO COMÉRCIO


São para serem usadas pelos interessados. Cada frase corresponde a uma atividade no balcão, tanto de um lado, o do cliente, quanto do outro, os que aturam a freguesia.

BIROSCAS

Se disser “surpreenda-me” leva uma bolacha
(o barman aposentado).

Se colocar mais açúcar no suco ele não fica mais azedo
(o cara da lanchonete)

Se quiser uma porção extra de fritas então é mais vinte real
(o guri do fast-food)

Se a linguiça crua faz mal? Mas se cozida ela é um perigo!
(o garçom de costeleta)

Se o senhor pagar o jantar adiantado, fazemos reserva para 2020
(o maitre pragmático)

Se preferir, posso embrulhar os restos para a sua cachorra
(o constrangedor invasivo)

LOJAS

Se é para ficar à vontade, então me traz um colchonete
(o comprador cínico)

Se você está só olhando, eu estou só esperando você sair
(o atendente crítico)

Se está barato assim é porque estraga mesmo
(o gênio do 1,99)

Se vocês calassem a boca, eu teria a chance de pagar
(o consumidor abandonado)

Se não tem o seu número, leva um menor, que com o tempo lasseia
(o vendedor de sapatos).

Se desistir do ventilador, leve o fogão, que está em oferta
(o rapaz da megastore)

Se nosso estoque não fosse virtual, estaríamos trocando a mercadoria
(a moça do telemarketing)

Se funciona? Levei uma dessas para usar lá em casa
(o vendedor criativo)

Se esperar uns dois meses, mando buscar na outra loja
(o solícito inútil)

Se tiver paciência, vai chegar a hora de fechar
(o ameaçador previdente)

Se me aparecer de novo na hora do almoço, bato a porta na sua cara
(a dona da portinha)

LIVROS

Se teu livro não sair em outubro, então vai se chamar Novembro
(o editor de dedos grossos)

Se quiser publicar, pague a edição que nós colocamos nossa marca
(o publicador compulsivo)

Se enviar para nós seus originais, vamos jogá-los pela janela
(o publisher gentil)

RETORNO - Imagem desta edição: obra de Norman Rockwell.